espaçamento
Home
Quem Somos
Contactos
VPCR 2007
VPCR 2008
VPCR 2009
VPCR 2010
Estatutos
Inscrições
Sócios
Provas
Desafios
Handbikes
Divertimento Noticias
Duvidas Frequentes

 


Uma foto deste vosso servidor
 
   mapa e percurso de 2007

Devo a este site muitas horas de criatividade, principalmente sobre as sensações e sentimentos que me invadiram durante o percurso da VPCR de 2007. Era um inocente entre os verdadeiros Senhores do asfalto, desde então aprendi algo com alguns gigantes algo do modus vivendis da tracção animal sobre duas ou três rodas, prometo que um dia com tempo e dedicação contarei as muitas "estorias" que os duros da estrada ao meu lado viveram.

 A insensata epopeia de 2007, onde apenas imperava o desejo de chegar, mas onde faltava tudo: bom senso, câmaras de ar, pneus, remendos, ferramenta, etc. Foi um protesto, que aproveitou o facto de aquele ano ser o  "Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades para Todos". Apoiava o tal protesto na injustiça que permitia (e permite) que centenas de milhares de deficientes estivessem desempregados e sem a mínima possibilidade de terem igualdade de oportunidades face ao mercado de trabalho, sendo obrigados a viver uma vida sem dignidade, obrigados a depender de terceiros. Mas também obrigados a cumprir com todos os deveres sociais, quando o Estado lhes nega muitos dos seus direitos.

No programa podem ver a handbike que na altura pensava usar, mas por falta de dinheiro foi impossível a sua aquisição, e a terceira roda que adaptei à minha cadeira do quotidiano, foi-me gentilmente cedida a crédito pela empresa de Vila do Conde http://www.prosavos.com/loja/  a quem agradeço a sua solidariedade e paciência.

Pequeno resumo da viagem:

Durante mais de 800 quilómetros senti a solidariedade e sensibilidade do maravilhoso povo a que tenho a honra de pertencer.

A bola de neve do apoio solidário começou timidamente ainda no Alto Minho, continuou crescendo no centro do país, e quando finalizei em Faro o esférico solidário do nosso nobre povo era enorme, porque o povo entendeu cabalmente o meu protesto e nele reviam também as suas queixas.

Agradeço a todos os que me apoiaram, não quero mencionar nomes, porque dado o enorme apoio, correria o risco de me esquecer inadvertidamente de alguém. Obrigado a todos, o vosso apoio transmitiu-me a força necessária para chegar à minha meta, por vocês vesti a camisola amarela ao entrar em faro, porque realmente e sem falsas modéstias, todos a merecemos.

Não posso deixar de frisar as palavras da Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, Senhora Idália Serrão de Menezes Moniz; “… o protesto do José Lima é pertinente e pode ajudar a mudar as  mentalidades…

Os objectivos foram alcançados, mas o mais importante é a semente lançada à terra e que germinará apoiada pelos cuidados de todos nós, continuando a luta contra a principal barreira a derrubar; "os preconceitos das barreiras intelectuais," que como sabemos è a mais difícil de alcançar. Porém como o nosso lema è “antes quebrar que torcer” continuaremos atentos até ao dia em que vejamos, em cada rosto igualdade.

J. Leones Lima 27-08-2007

 












This site is powered by Webleones Copyright © 2000                 Click para acesso ao Topo da Página